Search

Carregando...

Meu Perfil

Minha foto
DABY SANTOS
Araioses, Maranhão, Brazil
Pesquise
Visualizar meu perfil completo

Seguidores

Mural de Recados

Blog Archive

Visitantes Online

Visitantes

Blog Archive

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011
Link do novo blog:

http://www.dabysantos.com.br/
sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Ed Ferreira/AE

"Em julho, a avaliação positiva da gestão da presidente era de 48%"
O percentual de pessoas que avaliam o governo como ótimo e bom subiu de 51% em setembro para 56% em dezembro segundo pesquisa Ibope encomendada pela Confederação Nacional da Indústria. A aprovação pessoal da presidente subiu de 71% para 72%. Foram ouvidos 2.002 eleitores em 142 municípios. A margem de erro é de 2 pontos percentuais.

O índice de 56% de ótimo/bom é o mesmo registrado em março. A pesquisa tinha registrado queda nesta avaliação positiva do governo em julho (48%) e uma pequena recuperação em setembro. Para 32% dos entrevistados em dezembro a avaliação é regular. Para 9% o governo é ruim ou péssimo. Foram 3% os que não opinaram.

Em relação à aprovação pessoal da presidente, a variação positiva aconteceu dentro da margem de erro. São 72% os que aprovam, 21% os que desaprovam e 7% não responderam. O melhor resultado neste indicativo continua sendo o de março, quando a aprovação a Dilma era de 73%.

Na comparação com o governo Lula, 57% acham os dois governos iguais, 28% vêem o governo atual pior que o anterior e 12% melhor. Foram 2% os que não opinaram.

De acordo com a pesquisa, o assunto mais lembrado em relação ao governo Dilma são as denúncias de corrupção. Em primeiro lugar, com 23% das menções ficou especificamente a situação do ministro Carlos Lupi, que deixou o trabalho no início deste mês. Em segundo lugar ficou a queda de ministros, com 10%.
Blog do Marco D'Eça


O presidente municipal do PMDB, deputado Roberto Costa, vai iniciar nos próximos dias as primeiras conversas com o PT para a formação de aliança nas eleições de 2012.

A princípio, Costa pretende conversar com o presidente do diretório municipal petista, Fernando Silva, e com o vice-governador Washington Oliveira.

Mas vai agendar conversas também com os deputados Bira do Pindaré e Zé Carlos da Caixa, pré-canbdidatos do PT a prefeito.

- Nós temos o nome do deputado Max Barros para a sucessão em São Luís. E pretendemos ter em nosso palanque todos os partidos que compõem a base dos governos Dilma e Roseana - afirmou Costa.

Segundo ele, a questão não está fechada, e as duas legendas podem discutir perfeitamente outras opções de chapa para a disputa.

O próprio Max Barros já havia definido a aproximação com o PT como o passo mais importante da sua pré-campanha. Para ele, aliança com os petistas é fundamental ao seu projeto.

O PT ainda não iniciou discussões sobre as eleições de 2012, mas há uma tendência no partido de lançamento de candidatura própria.

Para o PMDB, nada impede que os partidos possam estar juntos também nesta discussão…
Jornal Pequeno

A Polícia Civil de Timon, em conjunto com a do Piauí, prendeu uma quadrilha de seis acusados de assaltos e homicídio. Entre eles, Joaquim Neto Alves Leal, de 26 anos, conhecido como “Cabeludo”, acusado de matar uma garota de 13 anos, num povoado de Timon, e que estaria planejando matar o padrasto da garota e a delegada do 2º Distrito Policial do município maranhense, Idelzuíte Matos.
Foto: Divulgação
Delegada Idelzuite Matos seria alvo da quadrilha de assaltantes
O plano foi descoberto durante as investigações, por meio de escutas telefônicas. Joaquim Neto Alves Leal foi preso em Picos, no Piauí, com o cumprimento de vários mandados de prisão que estavam em aberto contra ele. Os outros cinco acusados são: os irmãos Evandro Martins de Sousa, de 20 anos; Evaldo Martins de Sousa, 22, e Ladisvaldo Martins de Sousa, 30; além de Francinaldo Gomes, 33, e Edmar Costa Moraes. Eles são do Maranhão, mas já teriam praticado vários crimes em municípios piauienses.
“Nas ligações, eles diziam que iriam matar todo mundo, eram verdadeiros exterminadores; além disso, falavam em outros crimes, como roubo de motos, vendas de armas de fogo e assaltos”, destacou Idelzuite Matos. Ela considerou a quadrilha de alta periculosidade.
Matou menina – De acordo com a polícia, no último dia 3 deste mês, Joaquim Neto Alves Leal executou uma menina de 13 anos com um tiro na nuca, quando roubava um comércio no povoado Santana, em Timon. Nessa mesma ação criminosa, depois de subtrair o dinheiro do pai da vítima, ele ainda teria ateado fogo no estabelecimento comercial, evadindo-se em seguida. Joaquim Neto é considerado bastante perigoso pela polícia e muito cruel com suas vítimas.
Em 4 de dezembro de 2010, ele foi preso na cidade de Água Branca (PI), escondido no lixão municipal, depois de um cerco policial que se estendeu por vários dias e mobilizou diversos policiais das polícias Civil e Militar do Médio Parnaíba. No momento da prisão, Joaquim atirou nos policiais e foi alvejado na perna. Após ser levado para ser submetido a socorro médico, conseguiu fugir do hospital.
De acordo com a polícia, na 11ª Delegacia Regional de Água Branca, Joaquim Neto foi indiciado várias vezes pelos crimes de roubo e tentativa de homicídio. Foragido, passou a atuar em Timon, planejando juntamente com outros criminosos tirar a vida de policiais, inclusive da delegada de polícia.
A operação que resultou na prisão de Joaquim Neto, na cidade de Picos, contou com o auxílio, também, do Serviço Reservado da Polícia Militar daquela cidade. (Com informações do portal cidadeverde.com)
Blog do Ed Wilson

Estão cada vez piores os escritos públicos da vice-governadoria do PT no governo Roseana Sarney (PMDB).

A última nota, escrita em primeira pessoa, longa e tosca, com erros de português, tenta responder a uma provocação do deputado federal Domingos Dutra (PT), que pediu para o PT abandonar o governo Roseana.

O vice-governador Washington Oliveira (PT) tentou responder, mas cada parágrafo é um barranco solto na ribanceira que desmorona sobre o outro. No final, não sobra nada.

Veja a nota da vice-governadoria e os comentários do blogue (em negrito).

O PT QUE OLHA PARA FRENTE

1. Desde que o PT do Maranhão decidiu pela aliança com o PMDB, numa estratégia que contou o apoio da Direção Nacional do partido, do ex-presidente Lula e da atual presidenta Dilma Rousseff, temos vivido uma lamentável crise interna que é pública e notória.

Comentário: O PT decidiu pela aliança com o PC do B. Derrotado, Washington Oliveira (WO) articulou uma intervenção, fraudou o resultado do encontro e vestiu a camisa do PT em Roseana.

2. Fui eleito vice-governador, junto com a governadora Roseana Sarney, com o objetivo de colocar toda a minha experiência e prática de militante de esquerda à disposição de um governo eleito pelo voto popular.

Comentário: A expressão “governo eleito pelo voto popular” é um insulto não só à esquerda, mas a todo o povo do Maranhão.

3. Nunca tive e não tenho a intenção de trabalhar isoladamente, pelo contrário, tenho a consciência de que necessito do meu partido, o PT, assim como o apoio dos movimentos sociais para ajudar na superação das mazelas socioeconômicas do nosso estado que, diga-se de passagem, são mazelas historicamente enfrentadas por todos os estados do Nordeste.

Comentário: Aqui é caso de bajulação explícita para livrar a cara da oligarquia Sarney - responsável histórica pela miséria do Maranhão.

4. Não fui eleito vice-governador para conspirar contra a governadora Roseana Sarney ou contra o governo o qual o PT integra. Não é do meu perfil político montar estruturas paralelas de poder para constranger a chefe do poder executivo, como fez, por exemplo, o então vice-prefeito de São Luis, Domingos Dutra, que em menos de dois anos de aliança com o PDT, do saudoso Jackson Lago, iniciou uma jornada desesperada para inviabilizar politicamente o ex-prefeito da capital.

Comentário: Comentário: No PT tem todo tipo de gente, menos burro e doido. Ninguém em sã consciência acredita que a tropa liderada por WO tem expressão pública ou força política para conspirar contra Roseana Sarney.

5. Por falta de conhecimento ou má fé, o deputado afirma que o Governo do Maranhão não dialoga com os movimentos sociais, com a Igreja etc. Isso não é verdade!

Comentário: O diálogo com os quilombolas, por exemplo, é na base da chibata.

6. A governadora Roseana Sarney tem confiado a mim as principais agendas sociais do seu governo. Estamos trabalhando na implantação, por exemplo, do programa Maranhão Sem Miséria, do Água para Todos, das ODM (Objetivos de Desenvolvimento do Milênio), sem falar nas constantes reuniões de trabalho com os quilombolas, indígenas, sindicalistas, sem-terras, Comissão de Erradicação ao Trabalho Escravo (Coetrae), entre muitos outros setores organizados da sociedade.

Comentário: Essa é risível. Roseana interessada em ODM! Essas agendas sociais são um fiasco no Maranhão. São Luís tem 1 milhão de habitantes e 1 só restaurante popular, na Areinha, que foi fechado pelo governo. A Secretaria de Desenvolvimento Social foi tomada do PT e entregue a Chico Gomes, do DEM. Nem a Política de Segurança Alimentar, vitrine dos governos Lula e Dilma, o PT consegue viabilizar no Maranhão.

O Maranhão vive na pré-história do abastecimento d'água e os esgotos proliferam a céu aberto em qualquer lugar de São Luís.


7. São várias entidades dos movimentos sociais e lideranças populares que procuram o governo através do Vice-Governadoria. Todos confiam na nossa relação histórica com os movimentos sociais e sabem que não medimos esforços para manter um relacionamento respeitoso com todas as organizações da sociedade civil que desejam interlocução com o governo Roseana Sarney. Foi assim durante a greve dos professores e mais recentemente na greve dos policiais e bombeiros militares.

Comentário: O PT de Roseana perdeu a credibilidade com os movimentos sociais e a esquerda. A vice-governadoria é bastante freqüentada por latifundiários, madeireiros e pastores de igrejas caça-níquel, todos recebidos com festa nas novas filiações do PT patrocinadas por WO.

Na ocupação do INCRA pelos quilombolas, três ministras do governo Dilma vieram ao Maranhão direto para o INCRA, sem falar com Roseana nem com WO. Para que serve um vice-governador do PT, se nem a agenda institucional das ministras ele conseguiu mediar?

8. Não vemos quaisquer motivos para o PT deixar o atual governo, até porque a governadora e seu grupo político têm sido aliados leais à presidenta Dilma, que tem avançado ainda mais nas políticas sociais do país iniciadas pelo presidente Lula.

Comentário: Deixar o governo e ir pra onde?

9. Os discursos incendiários do deputado Domingos Dutra não contribuem em nada para fazer as mudanças que o Maranhão precisa. Faz parte da história e do comportamento do parlamentar apostar no “quanto pior melhor”. Esse é o seu princípio político.

Comentário: Sem procuração para defender Dutra.

10. Ao contrário do pessimismo do deputado Domingos Dutra, estou trabalhando intensamente, enquanto vice-governador e dirigente do PT, para repactuar o partido no nosso estado.

Comentário: Com intervenção e pacto com o PMDB, que tipo de “repactuação” quer WO?

11. Tenho conversado com companheiros de todas as correntes políticas do PT. São petistas que não desejam mais viver no passado, que não querem ver o PT destruído pelo canibalismo interno, coisa que só interessa aos propósitos políticos e elteitorais do deputado Dutra.

Comentário: Quem destruiu e envergonhou o PT foi a aliança com Sarney.

12. Vamos seguir firme no nosso ideal de ajudar a transformar o Maranhão. Estamos num governo de coalizão e temos a consciência das contradições que existem nesse processo. Apostamos numa aliança que é chancelada, repito, pela Direção Nacional do PT, pelo ex-presidente Lula e pela presidenta Dilma, e continuaremos nela até onde percebermos que é possível continuar.

Comentário: “transformar o Maranhão”, “governo de coalizão”. Dá licença!

13. Finalmente, conclamo todos os petistas para unirmos força na necessária e urgente repactuação do PT no Maranhão. Repactuar o partido não é somente um desejo do vice-governador, mas de todos os companheiros que não agüentam mais ficar presos aos discursos raivosos, de ódio e de ressentimentos. É hora de olhar para frente.

Comentário: Foi conclamando, conclamando que WO...


Oswaldo Viviani / Jornal Pequeno




Mais uma vez os usuários maranhenses da operadora Oi foram prejudicados na manhã de hoje (15) por uma pane total no sistema da operadora. A mudez dos aparelhos ocorre desde as primeiras horas desta manhã.
Só neste ano, a Oi foi multada três vezes pela Gerência de Proteção e Defesa do Consumidor doMaranhão (Procon/MA). A multa mais recente, no valor de R$ 800 mil, foi aplicada no início de novembro, devido uma pane no sistema no dia 7 de outubro.
O gerente do Procon, Felipe Camarão, afirmou que, por não ter pago, ainda, nenhuma das multas, a Oi já foi incluída na Dívida Ativa do Estado e pode ter contas e bens bloqueados.
As queixas de consumidores contra as operadores de telefonia móvel lideram o ranking de reclamações no Procon.
Do O Globo

BRASÍLIA – O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), fez uma solenidade nesta quinta-feira para anunciar um acordo de cooperação em que o Senado vai arcar com os custos de instalação de uma estação de rádio e TV digital na Assembleia Legislativa do Maranhão.
O presidente do Senado escolheu o Maranhão, Estado governado por sua filha, Roseana Sarney, como o segundo beneficiado pelo acordo de cooperação com a Assembleia Legislativa para implantação da Rádio Senado e da TV Senado transmitida em sinal digital. O acordo foi assinado 58 dias depois da aprovação, em regime de urgência, do projeto de Roseana que estatiza a Fundação José Sarney. Na ocasião, o memorial de Sarney foi rebatizado como Fundação da Memória Republicana Brasileira.

Só o transmissor digital custa R$ 1 milhão. A contrapartida da Assembleia , que poderá não só retransmitir a programação da TV Senado como fazer a sua própria, será a cessão do espaço e manutenção dos equipamentos. Até a energia utilizada será paga pelo Senado.
O acordo prevê ainda que o Senado colocará à disposição da Assembleia todos os equipamentos necessários à retransmissão local dos sinais de televisão em São Luis, incluindo o transmissor, multiplexadores, conversores, demoduladores, decodificadores, sistema irradiante entre outros.
O Maranhão é o segundo estado a ser beneficiado por essa cooperação com sistema de ultima geração digital. O primeiro foi a Paraíba. Depois do Maranhão estão na fila as assembleias do Amazonas, Rio de Janeiro, Amapá – outro reduto de Sarney – , Alagoas e Roraima. Com tudo custeado pelo Senado.
O presidente da Assembleia do Maranhão, Arnaldo de Melo, aliado de Sarney no PMDB, rasgou elogios ao conterrâneo, que diz estar fazendo um marco na história da comunicação no Brasil.
- Nós maranhenses sempre tivemos a honra dessa parceria com o presidente Sarney. Temos a felicidade de ter esse brasileiro na presidência do Senado – discursou Melo.
Esses acordos foram aprovados pela Comissão Diretora do Senado em junho passado. O secretário de Comunicação do Senado, Fernando César Mesquita, explicou que a intenção é atuar para implantar emissoras da TV e Rádio Senado pelo Brasil inteiro. Ele diz que a iniciativa busca não só reduzir custos no esforço de expansão das emissoras, mas também viabilizar o funcionamento de canais legislativos para as assembleias nos estados.
- O objetivo (da cooperação) é trabalhar pela democracia – discursou Sarney, completando que o Maranhão vai receber uma tecnologia de alta definição e toda a experiência dos técnicos do Senado.